[Separação e Divórcio] Meu filho se separou, como ajudar meus netos?

Quando um casamento termina…

Separação e divórcio sempre é um tema muito difícil para as famílias, onde os filhos geralmente são os que mais são atingidos pela suas consequências.
A pergunta que dá nome a este artigo “Meu filho se separou, como ajudar meus netos?”, chegou até nós através de um avô leitor de nosso blog e é uma dor muito comum que os avós enfrentam nos dias de hoje. “O que fazer? Interferir? Posso ajudar?” são perguntas muito comuns em meu consultório de atendimento psicoterapêutico.

O que os avós podem fazer?

Os filhos serão sempre a continuidade de dois sistemas familiares, o sistema familiar do pai e o sistema familiar da mãe, portanto o futuro do amor que geração após geração estas famílias ofereceram ao mundo.
E onde isto começa? No sim entre um homem e uma mulher, que mesmo que por um momento permitiram que o amor à vida viesse através dos filhos.
Muitas vezes, o amor entre o casal termina e com isto o relacionamento, mas o vínculo construído através da vida dos filhos, este permanece para sempre. Então como manter a saúde emocional, equilíbrio e alegria nas crianças quando o casal ao se separar permanece na dor, no desamor e por vezes, até delegam os cuidados dos filhos à outros, principalmente aos avós?
Os pais devem em primeiro lugar reconhecer que os filhos são parte do pai e da mãe e como tal devem ser respeitados. Como fazer isto?
  1. Olhe para a família do ex-cônjuge com respeito e ao ex-cônjuge com gratidão, pois só através dele a vida destas crianças foi possível.
  2. Aceite que o relacionamento não prosseguiu por responsabilidade dos dois, homem e mulher. Afaste as crianças totalmente das questões que os levaram a se separarem. Elas não têm nada haver com isto.
  3. Jamais se apoiem nos filhos pedindo que “entendam “seu lado, tomando seu partido”. Os pais têm que saber serem os responsáveis por seu relacionamento e os filhos devem ficar longe disso.

E os avós, como podem ajudar aos netos?

Os avós devem ser farol para os filhos e para os netos, portanto luz que quando lançada sobre a escuridão indica o caminho seguro.
E qual é o caminho seguro?
AVÓS, EVITEM TOMAR PARTIDO!
O casal tem condições de lidar com suas próprias dores sem sua interferência.
Permita que seu filho ou filha cresça assumindo as consequências de sua atitudes, de suas escolhas:
  • Oriente a sempre respeitarem seu ex-cônjuge e resolverem suas dores na reconciliação, sem reivindicações.
  • Acolha seus netos com amor e ao cuidar deles o faça PARA seus pais, PARA OS DOIS e nunca NO LUGAR DELES.
  • Não permita que seus netos falem mal de seus pais, por mais difícil que o comportamento deles possa parecer ser. Mostre-lhes a importância de respeitar seus pais como são, só desta forma lhes garantirão acesso equivalente aos dois. Os filhos só têm chance de crescer em equilíbrio com suas DUAS raízes.
  • Permitam avós, que sua casa seja um lar tranquilo para as crianças, onde possam mostrar suas emoções em relação aos pais, sejam positivas ou negativas, com a tranquilidade de quem possa se sentir amado, seguro, respeitado e pertencido.

Casa de avós deve ser lar, esculpido no acolhimento amoroso onde a sabedoria inclui as diferenças que geraram o futuro destas famílias.

Sejam tão somente e grandiosamente avós, jamais pais de seus netos!

 

 

It's only fair to share...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Sê o primeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *